SIP Dispatcher com tratamento de Portabilidade numérica

CallManager 2012
 
Direction SIP Dispatcher com tratamento de Portabilidade numérica.
 
Configurando o Gerenciador de Ligações
 
Neste artigo será apresentada a configuração básica do SIP Dispatcher ajustado para encaminhar as chamadas para uma interface Celular Zenity com suporte a protocolo SIP.
 
No estudo de caso, o cliente pretende configurar as interfaces celulares para 3 operadoras celular que são da operadora CLARO, TIM e OI, para isso devem ser redirecionadas para a rota da Interface celular (Zenity GV4B - $ chips de celular);
 
Ideia geral do processo
 
As chamadas realizadas para celular devem ser encaminhadas para a interface celular correta, onde chamadas para celulares de uma operadora sejam encaminhadas para chips desta mesma operadora, mesmo que o telefone tenha realizado portabilidade, para isso são necessários:
  • CallManager 2012 (devidamente atualizado);
  • Modulo SIP do CallManager;
  • SQL 2008 Express (ou edições licenciadas do SQL superior ao SQL 2005);
  • Base de portabilidade do CallManager anexada ao SQL 2008;
  • PABX com suporte a chamadas SIP Homologado pela Direction;
  • Criar uma tarefa de web Update Diária.

 (Devido ao tamanho da base de dados de portabilidade ser superior a 4GB, o SQL 2005 Express não pode ser utilizado)
 
Fluxo de operação
 
 1. As chamadas realizadas pelos usuários para telefones celulares são encaminhadas pelo PABX para o servidor SIP Dispatcher do CallManager 2012;
 
‚2. O CallManager analisa o telefone discado na base de prefixos e na base de portabilidade e identifica qual a operadora do telefone discado;
 
3.ƒ O CallManager altera o telefone discado adicionando a frente do telefone uma codificação que identifique qual é a operadora do telefone discado, logo em seguida encaminha a chamada para a interface celular, ou pode devolver a chamada alterada para o PABX.
 
4.„ A “interface celular” ou o “PABX” é programado para receber a chamada e analisar o telefone discado (identificando o código enviado pelo SIP Dispatcher) encaminhado a chamada para o conjunto de chips (pool) correto da interface celular;
 
…5. A interface precisa remover os códigos adicionados pelo SIP Dispatcher antes de encaminhar a chamada para o chip, para que a chamada possa ser completada.
 
†6. Chamadas para outros telefones continuam saindo pelo link digital diretamente pelo PABX também redirecionadas pelo SIP Dispatcher de volta para o PABX.
 
Configurações Iniciais no Callmanager
 
Etapa 1 – Verifique se está utilizando o CallManager 2012 na versão 8.05.0000. Caso não esteja atualizado, atualize o sistema para última versão do produto.
 
Etapa 2 – Verifique ser o sistema possui a base de portabilidade anexada ao SQL Server. Sem a base de portabilidade o CallManager irá utilizar como referência apenas o prefixo original do telefone discado, sem levar em consideração se o número foi portada para outra operadora. Para saber se a base de Portabilidade está configurada no CallManager acesse:  Gerenciador de ligações telefônicas à Configurações à Parâmetros do sistema. Verifique a Versão no campo: Id da Portabilidade. Caso seja ”0” (Zero) a base de portabilidade não foi encontrada e precisa ser “attachada”.
Nota
 
 
Para “attachar” (anexar) a base de portabilidade é necessária a utilização no mínimo do SQL 2008 Express devido ao tamanho da base de dados ser maior do que o que é aceito pela edição do SQL 2005 Express (4GB).
 
 
 
Para “attachar” (anexar) a base de portabilidade é necessário a utilização no mínimo do SQL 2008 Express devido ao tamanho da base de dados ser maior do que o que é aceito pela edição do SQL 2005 Express (4GB).
 
                             Figura 1 - Verificando a versão do “Id da Portabilidade”
 
Etapa 3 – Configuração dos códigos de acesso a tronco. Acesse: Gerenciador de ligações telefônicas à Tabelas à Prestadoras do STFC. Para padronizar os códigos de discagem foi adotado o seguinte padrão: #CodigoOperadora#.  Esse código sempre terá 4 caracteres (isso é muito importante). No nosso estudo de caso as 3 operadoras ficarão com os seguintes códigos:
 
                                   Códigos de Acesso a Tronco do CallManager 2012
Operadora
Código Acesso Tronco
OI (Celular)
 #31#
TIM (Celular)
 #41#
Claro (Celular)
 #21#
 
Nota
 
 
O exemplo documentado a seguir possui uma estrutura de códigos de acesso a tronco (encaminhamento) que podem ser customizados para cada cliente. Dependendo das limitações na quantidade de dígitos que podem ser encaminhados, recomendamos que escolham “Códigos de Acesso a Tronco” com menor quantidade de dígitos.
 
 
 
 
 
                                          Figura 2 - Editando os Códigos de acesso a tronco da Prestadora
 
Nota
 
 
Observe que existem operadoras dedicadas para telefonia celular e telefonia fixa, como OI e Oi (Celular). Certifique-se que está Adicionando o código de acesso a Tronco para a prestadora correta. No SIP Dispatcher existe uma forma de simular se o telefone discado está recebendo o código de acesso a tronco correto.
 
 
 
        Figura 3 - Adicionando Código de acesso a tronco para Claro (Celular)
 
          Figura 4 - Adicionando Código de acesso a tronco para TIM (Celular)
 
                                   Figura 5 - Prestadoras com código de acesso a tronco Atualizado
 
Configurando o SIP Dispatcher
 
O Direction SIP Despatcher (DSD) é o responsável por fazer alguns tratamentos na chamada e encaminhar as chamadas para o destino utilizando protocolo SIP, para isso as configurações iniciais detalhadas no capítulo anterior dever estar configuradas.
Os encaminhamentos das podem levar em consideração as seguintes características:
1.Base de portabilidade – Caso base de portabilidade do CallManager esteja anexada ao Banco de dados o DSD poderá consultar os registros de portabilidade identificando a operadora a qual o telefone está atualmente associado;
2.Base prefixos (localidades) – Quando um número não realizou a portabilidade então este prefixo ainda está vinculados a sua operadora original, sendo esta consultada antes do encaminhamento no DSD;
3.Código da prestadora discado na chamada – Caso a discagem possua uma prestadora explícita no telefone discado, esta pode ser utilizada, inclusive prioritariamente, mesmo que o telefone discado não seja vinculado à operadora utilizada na discagem.
 
A comunicação utilizando o protocolo SIP utiliza a porta 5060, porém em alguns casos o DSD “escuta” a comunicação com dois equipamentos, então preferencialmente o esquema de portas na configuração recomendada para o DSD deve ser:
  • Porta 5060 para escuta do PABX;
  • Porta 1060 para escuta de Interfaces (SIP) Externas (quando necessário).
Nota
 
 
Verifique problemas com Firewall do o Windows desative-o para testes. Assim que os testes forem concluídos com sucesso, faça as exceções no firewall das portas utilizadas na comunicação e teste novamente.
 
 
 
O DSD pode realizar o redirecionamento de chamadas utilizando a combinação de duas alternativas de redirecionamento:
 
1.Tratar o encaminhamento da chamada e devolver ao PABX – Neste tipo de encaminhamento o PABX recebe o redirecionamento da chamada com a alteração no telefone discado, onde é inserido o código de acesso a tronco, que precisa ser tratado pelo PABX realizando o correto encaminhamento para a rota determinada. Para o DSD adotar essa configuração, basta “endereço IP” na configuração das Interfaces externas.
 
2.Tratar o encaminhamento da chamada e redirecionar para a Interface SIP externa – De forma semelhante a primeira opção, esta se difere quanto ao encaminhamento para a Interface SIP externa. Para utilizar funcionalidade determine as configurações de endereço IP da Interface SIP externa e assinale quais serão as classes de ligação que deverão ser redirecionadas (filtradas) para a interface SIP.
 
Nota
 
 
Observe que ambas as possibilidades podem ser combinadas, onde as classes assinaladas na configuração das interfaces SIP externas são assim redirecionadas para estas. As chamadas das demais classes não assinaladas serão devolvidas para o PABX que fará o encaminhamento para as rotas com base nos dígitos do telefone discado.
 
 
 
Configuração do Direction SIP Dispatcher
 
Passo 1 à Com o serviço parado configure os dados do PABX não seção PABX:
 
                                                  Figura 6 - Configurações do SIP Dispatcher
 
Passo 2 à Salve e clique em Iniciar.
 
 
Nota
 
 
As abas “Recebidas” e “Encaminhadas” auxiliam a verificação da integração entre o PABX à DSD àPABX ou Interface. Para ativar estas abas de depuração, altere o parâmetro na configuração do DSD:  “Monitora Chamadas” = Sim.
 
 
 
Passo 3 à Faça um teste de simulação para saber se o SIP Dispatcher está validando o telefone discado com base nas configurações realizadas do CallManager. A simulação deverá apresentar o telefone com a sua respectiva alteração no código de acesso a tronco (colocado a frente do telefone original) de acordo com a prestadora a qual o telefone está vinculado.
 
 
Nota
 
 
Caso a base de portabilidade do CallManager não esteja anexada ao SQL Server, o sistema não poderá avaliar a portabilidade numérica. Porém o DSD verificará o prefixo original avaliando a prestadora deste prefixo.
 
Caso a base de portabilidade não esteja disponível no Banco de dados Desative no DSD a verificação na base de portabilidade (Utiliza Portabilidade = Não)
 
 
 
                               Figura 7 - Simulando verificação de código de acesso da prestadora
 
                             Figura 8 - Recebendo comunicação com o PABX via tronco SIP
 
                                       Figura 9 - Realizando a comunicação com a Interface Celular
 
 
 
 

Add Feedback